Você sabe quando indicamos a cirurgia de pedra na vesícula?

Cirurgia de pedra na vesícula

A cirurgia de pedra na vesícula é umas das cirurgias mais realizadas em nosso meio.

A pedra na vesícula é uma doença muito comum na população em geral.

Quando o paciente evolui com quadros de dor, tem a indicação de sua cirurgia.

Claro que existem outras indicações e contra-indicações, que são condutas personalizadas.

Pedra na vesícula é comum ?

A cirurgia de pedra na vesícula ou colecistectomia videolaparoscópica como é chamada, é muito comum e com baixos índices de complicações na maioria das vezes.

Muitas vezes em um exame de ultrassom abdominal de rotina se tem a surpresa. O aparecimento de uma pedra na vesícula biliar.
Em muitos casos gera uma certa ansiedade ao paciente, já que numa boa parte das vezes o paciente não tinha qualquer sintoma.
A frequência com que as pedras na vesícula ocorrem na população em geral é torno de até 9% da população.
Em outros casos, existem pacientes que já no início da doença cursam com sintomas de dor, náuseas e vômitos.

Cirurgia de pedra na vesícula manaus

sintomas de Pedra na vesícula

Como falado previamente, em algumas situações o paciente não tem nenhum sintoma relacionado a pedra na vesícula.
Porém, quando os sintomas ocorrem, eles podem ter aspectos variados, e esses sintomas podem ser definidos como sintomas típicos de pedra na vesícula e sintomas atípicos.
Por exemplo;
- Sintomas típicos, são os sintomas que tem uma íntima relação com a doença.
- Sintomas atípicos, são sintomas em locais não relacionados a vesícula biliar e que forma isolado, tem uma baixa confiabilidade para dizer que a pedra na vesícula é a responsável pelo sintoma.

Os sintomas clássicos de portadores de pedra na vesícula são; dor abdominal do lado direito da barriga, embaixo da costela, em cólica e que pode irradiar para região dorsal, ombro direito e vir associada com náuseas e vômitos.

Já os sintomas ativos, são as dores que ocorrem do lado esquerdo da barriga, dor no tórax, boca do estômago e parte baixa do abdômen.

Cirurgião geral Manaus

Como diagnosticar  Pedra na vesícula

O ultrassom de abdômen total é o melhor exame para o diagnóstico de pedra na vesícula.
Em alguns casos, onde existe complicações da pedra na vesícula, pode ser necessário exames complementares, como é o caso da ressonância nuclear magnética da via biliar.
Esse exame somente é solicitado em casos em que se suspeita que a pedra que estava na vesícula, tenha saído da vesícula ido para o pâncreas.

Complicações da pedra na vesícula

As principais complicações relacionadas a pedra na vesícula são a colangite, coledocolitiase e pancreatite (que será tema de outro artigo).
Essas doenças são suspeitadas quando o paciente apresenta alguns sintoMas como; icterícia (olhos e pele amarela igual hepatite), colúria (urina que fica da cor de guaraná escuro), acolia (as fezes ficam brancas ).
Um outro dados indireto para se suspeitar de complicações de pedra na vesícula, é quando ocorre alterações sanguíneas das enzimas hepáticas.

Design sem nome (12).png

Tratamento da pedra na vesícula

De modo geral, a cirurgia de pedra na vesícula é indicada em todos os pacientes que possuem sintomas de dor e tem teto cirúrgico para realizar a cirurgia.

Além dos pacientes que tem sintomas, aqueles pacientes que tem pedras muito pequenas < 4 mm e pedras muito grandes > 3 cm, também tem sua indicação para cirurgia.

Claro que não s resume a isso, já que existe uma série de indicações e contra-indicações para a cirurgia de pedra na vesícula, mas que são condutas totalmente personalizadas.

A cirurgia realizada é a colecistectomia videolaparoscópica, e consiste na remoção completa da vesícula biliar, e não apenas a retirada das pedras,